Marvel transforma Beyoncé em heroína - Garanhuns Eventos | Notícias e Entretenimento

Ultimas Notícias

Post Top Ad

Banner_anuncie_aqui%2B-0001

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Marvel transforma Beyoncé em heroína


Marvel lança revista de heroína negra, latina, gay e com visual inspirado em Beyoncé
Seguindo a tendência da diversidade nos personagens das histórias em quadrinhos, a Marvel divulgou sua nova heroína a ganhar uma série própia: America Chavez. Negra, latina, gay e levemente inspirada em Beyoncé, a personagem vai aparecer na segunda edição do quadrinho America, publicado nos EUA.

A personagem teve sua primeira aparição na série Jovens Vingadores, também conhecida no Brasil por sua presença em Os Supremos (publicado mensalmente pela Panini na revista Avante, Vingadores!), e ganha nova criação pelas mãos de Joe Quinones. Foi o próprio desenhista quem divulgou a capa da HQ via Twitter. No tuíte, ele anunciou a novidade junto a um trecho da música Formation, de Beyoncé - inspiração principal para o visual da heroína na arte.

Em entrevista ao site Mic, Alex Alonso, editor-chefe da Marvel, contou um pouco da história da nova heroína: "Em América, a jovem vingadora se mantém firme contra uma trupe alienígena que se aproxima, ao mesmo tempo em que gerencia sua vida social e tenta participar de várias aulas em outros mundos."

A nova história da personagem é escrita por Gaby Riveras, autora de livros para jovens adultos, que destaca a personalidade forte de America Chavez como fator determinante para o seu sucesso entre os fãs da Marvel. "Acho que as pessoas acham sua identidade e sua atitude atraentes. Eles gostam que ela seja Latina e estranha. E não só isso, eu a vejo como um tipo de garota durona e acredito que as pessoas gostam disso", comenta a escritora em entrevista ao site oficial da Marvel.

Também em entrevista à Marvel, Joe Quinones revela ter se apaixonado pela heroína ao ler a HQ Jovens Vingadores: "Acho que sua popularidade decorre de três coisas: seu comportamento intransigente de menina dura, seu senso de moda e a representação que ela transmite às comunidades LGBTQ, Latina e feminina".

No entanto, segundo conta, esses aspectos de seu caráter não a definem completamente. "Em vez disso, por trás de seu exterior duro, encontramos uma pessoa que cuida de seus companheiros e amigos e vai lutar por eles e protegê-los ferozmente", continua no texto.

Em 2015, a Marvel anunciou um grupo de Vingadoras mulheres, a A-Force. Nos últimos anos, a Marvel têm investido em personagens que tocam no ponto da diversidade. Kamala Khan, por exemplo, que apareceu nos quadrinhos pela primeira vez em 2013, é muçulmana e tem descendência paquistanesa - é a primeira protagonista dessa religião nos quadrinhos da empresa




. Acompanhe Garanhuns Eventos no Facebook 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here